Entre o Poder e a Dualidade: A Jornada do Mago, a Justiça e o Diabo

Pesquisar

Tags:

Tempo de leitura: 3 minutos

A relação vertical do tarot é um aspecto fascinante e complexo da leitura das cartas. Esta relação é estabelecida entre as cartas que estão dispostas verticalmente durante uma leitura, criando uma conexão única e profunda entre elas. A análise vertical pode revelar insights profundos sobre a situação ou questão em mãos.

A relação vertical começa com a primeira carta e continua através das cartas subsequentes, formando uma espécie de “coluna” de significados e conexões. Cada carta na coluna contribui para uma compreensão mais profunda da situação ou questão, adicionando sua própria energia e significado à mistura.

O Mago: O Início da Jornada

O Mago, a primeira carta do tarot, representa o início de uma jornada. Ele é o mestre dos quatro elementos e tem a capacidade de manipulá-los para criar a realidade que deseja. Na relação vertical, o Mago é a carta que dá o tom para as outras que seguem.

Ele é o ponto de partida, a energia inicial que impulsiona a leitura. O Mago representa a capacidade de tomar ações conscientes para alcançar nossos objetivos. Ele nos lembra que temos o poder de moldar nosso próprio destino.

A Justiça: Equilíbrio e Avaliação

A Justiça, por outro lado, é uma carta que fala de equilíbrio e justiça. Ela representa a necessidade de tomar decisões justas e equilibradas, levando em consideração todos os aspectos de uma situação. Na relação vertical, a Justiça pode indicar que as ações tomadas anteriormente (representadas pelo Mago) estão sendo avaliadas.

A Justiça nos lembra da importância da integridade e da honestidade. Ela nos incentiva a sermos justos em nossas ações e decisões, garantindo que tratemos os outros com igualdade e respeito.

O Diabo: Enfrentando Nossos Medos

O Diabo, uma carta muitas vezes mal interpretada, é sobre enfrentar nossos medos e paixões. Ele nos lembra que todos nós temos um lado sombrio que precisa ser reconhecido e aceito. Na relação vertical, o Diabo pode indicar que os desafios e obstáculos que estamos enfrentando são resultado de nossas próprias ações e decisões.

O Diabo nos desafia a confrontar nossos medos e a aceitar nossas sombras. Ele nos encoraja a olhar além das aparências e a reconhecer as partes de nós mesmos que podemos preferir ignorar. Ao fazer isso, podemos ganhar uma compreensão mais profunda de nós mesmos e de nosso lugar no mundo.

A Interconexão entre O Mago, A Justiça e O Diabo

A relação entre O Mago, A Justiça e O Diabo no tarot é uma representação da jornada humana, desde o início de uma nova fase até o enfrentamento dos desafios e a busca pelo equilíbrio. Cada carta tem um significado individual, mas quando colocadas juntas em uma ordenação vertical, elas contam uma história mais profunda.

O Mago e A Justiça: O Início e o Equilíbrio

O Mago, representando o início, a possibilidade e o potencial, é o ponto de partida. Ele é o catalisador que dá início à jornada. No entanto, essa jornada não é sem desafios. A Justiça, posicionada no meio da coluna vertical, representa o equilíbrio necessário para navegar pelos desafios da vida. Ela serve como um lembrete de que todas as ações têm consequências e que a justiça e a integridade são fundamentais para manter o equilíbrio.

A Justiça e O Diabo: O Equilíbrio e o Desafio

A Justiça, com sua balança, mantém o equilíbrio entre O Mago e O Diabo. Ela representa a necessidade de equilíbrio e justiça em todas as ações e decisões. O Diabo, por outro lado, representa os desafios e obstáculos que devem ser superados. Ele é a personificação dos medos e sombras que devem ser enfrentados para alcançar o crescimento e a transformação.

O Mago, A Justiça e O Diabo: A Jornada Completa

A relação entre O Mago, A Justiça e O Diabo no tarot é uma representação da jornada humana em sua totalidade. O Mago dá início à jornada, A Justiça mantém o equilíbrio e O Diabo representa os desafios que devem ser superados. Juntos, eles formam uma narrativa de crescimento, desafio e transformação.

Comments are closed