Referências do Tarot no Cinema

Pesquisar

Tags:

Tempo de leitura: 3 minutos

O cinema, como uma das formas mais influentes de arte contemporânea, muitas vezes se entrelaça com outras formas de expressão cultural. Uma dessas interseções fascinantes ocorre entre o cinema e o tarot. Este artigo explora as “referências do tarot no cinema”, um tópico que tem fascinado cinéfilos e entusiastas do tarot igualmente.

O Tarot e Seu Significado

Antes de mergulhar nas referências específicas do tarot no cinema, é essencial entender o que é o tarot. O tarot é um baralho de cartas usado desde o século XV para jogos, e mais tarde, para adivinhação e orientação espiritual. Cada carta do tarot, seja um dos 22 Arcanos Maiores ou um dos 56 Arcanos Menores, tem um significado simbólico profundo.

Tarot no Cinema: Uma Jornada Simbólica

O cinema, com sua capacidade inigualável de contar histórias visuais, é um meio perfeito para explorar a simbologia profunda do tarot. Através das lentes da sétima arte, a rica tapeçaria de arquétipos e simbolismos encontrados no tarot ganha vida, proporcionando uma nova perspectiva sobre essas antigas cartas de sabedoria. Vários filmes ao longo dos anos incorporaram o tarot em suas narrativas, seja de forma explícita, usando as cartas como um elemento da trama, ou de forma implícita, refletindo os temas e arquétipos do tarot em suas histórias e personagens.

O Violino Vermelho: A Lua e O Enforcado

O filme “O Violino Vermelho” é um exemplo de como o tarot pode ser tecido em uma narrativa cinematográfica. O filme conta a história de um violino e seus vários proprietários ao longo dos séculos. Em uma cena, uma leitura de tarot é feita, e as cartas “A Lua” e “O Enforcado” são tiradas. Essas cartas simbolizam a incerteza, a transformação e a necessidade de ver as coisas de uma nova perspectiva, temas que são explorados ao longo do filme.

Cavaleiro de Copas: Uma Jornada Tarotística

“Cavaleiro de Copas”, um filme de Terrence Malick, é outro exemplo de referências do tarot no cinema. O filme segue a jornada de um roteirista de Hollywood, com cada encontro que ele tem sendo associado a uma carta específica do tarot. O título do filme se refere a uma carta do tarot que representa um personagem movido por emoções, refletindo a jornada emocional do protagonista.

Tarot del Toro: Uma Obra de Arte Inspirada

O “Tarot del Toro” é um baralho de tarot único, inspirado no universo dos filmes do renomado cineasta Guillermo del Toro e ilustrado pelo artista espanhol Tomás Hijo. Cada uma das 78 cartas é uma obra de arte que homenageia filmes clássicos de del Toro, como “O Labirinto do Fauno” e “A Forma da Água”, tornando-o um presente perfeito para os fãs das obras de del Toro que também têm interesse pela cultura do tarot.

O Sétimo Selo: O Jogo da Vida e da Morte

“O Sétimo Selo”, dirigido por Ingmar Bergman, é um filme que incorpora elementos do tarot de maneira profunda e significativa. O personagem principal, um cavaleiro medieval chamado Antonius Block, encontra a Morte em uma praia deserta e propõe um jogo de xadrez, numa tentativa de adiar seu destino inevitável. Esta imagem do jogo de xadrez com a Morte é uma reminiscência da carta do Tarot da Morte, que simboliza não apenas o fim, mas também a transformação e a mudança. O filme explora temas de mortalidade, fé e o significado da vida, todos os quais são temas centrais no tarot.

A Montanha Sagrada: Ascensão Espiritual e Simbolismo

“A Montanha Sagrada”, dirigida por Alejandro Jodorowsky, é um filme que incorpora o tarot de maneira única e inovadora. Os personagens principais do filme são baseados nos Arcanos Maiores do tarot, cada um representando uma carta específica. Este uso do tarot não é apenas simbólico, mas também serve como uma estrutura para a narrativa do filme. Cada personagem passa por uma jornada que reflete a jornada espiritual e psicológica representada por sua carta correspondente no tarot, proporcionando uma representação visual e narrativa da jornada do tarot.

A Intersecção do Tarot e do Cinema

As referências do tarot no cinema são um testemunho da rica tapeçaria de significados e simbolismos que o tarot oferece. Seja usado para aprofundar a narrativa, explorar temas complexos ou simplesmente como um elemento visual intrigante, o tarot encontrou um lugar no mundo do cinema. E, à medida que mais cineastas exploram essa intersecção fascinante, podemos esperar ver ainda mais “referências do tarot no cinema” no futuro.

Comments are closed